Tag Archives: custo

Dicas Implantes Dentários

Implantes dentários: Suas Dúvidas e Respostas Parte 1

 A perda de um dente pode ser bastante traumática para o paciente e causar inúmeros problemas estéticos e mastigatórios. A solução mais divulgada hoje em dia para esse problema é a reabilitação dessa perda através de implantes dentários. Afinal, o que seria esse implante dentário. Algumas perguntas mais frequentes e suas respostas apresentadas neste artigo podem diminuir as dúvidas em relação a esse tratamento.

1- O que são Implantes dentários?
São artefatos artificiais normalmente compostos por ligas de titânio (o que o torna biocompatível) de formato cônico ou cilíndrico apresentando espiras semelhantes a roscas de parafusos. Os implantes atuais tambem possuem um tratamento especial em sua superficie com o objetivo de acelerar a formação óssea em sua superfície quando instalado.
2- Para que serve um implante dentário?
O implante apareceu justamente como opção para recolocação dos dentes perdidos. Na verdade, o implante, depois que instalado, se torna o meio de retenção para diferentes peças protéticas, sendo coroas ou pontes fixas de porcelanas ou próteses totais em densdentados.
3- Quais são as Vantagens do implante dental?
Dentre as outras opções de substituição de dentes perdidos, como pontes fixas ou pontes removíveis o implante dental é a melhor escolha, tanto na sua durabilidade como no seu resultado final. Evita o desgaste e eventuais tratamento de canal de dentes muitas vezes saudáveis necessárias para a instalação de pontes fixas e proporciona uma retenção fixa muito superior as pontes removíveis. read more »

Dicas Implantes Dentários

Quanto Custa um Implante Dental ?

O procedimento de instalação dos implantes dentários vem sendo utilizado na reposição dos dentes perdidos a mais de 50 anos. Antigamente, a instalação dos implantes era um procedimento complexo onde havia a necessidade de internação hospitalar e os materiais utlilizados, assim como os instrumentais cirurgicos não eram especializados para esse fim. Com isso, os custos para esse procedimento se tornavam elevados.

Hoje em dia, com novas técnicas, instrumentais e equipamentos cirúrgicos especificos, implantes confeccionados com formas e materiais adequados, o procedimento para a colocação de implantes dentários se tornou mais simples, menos traumáticos (sem a necessidade de internação hospitalar) e de maior probabilidade de sucesso (95% de sucesso).  Isso repercutiu em um menor custo ao procedimento.

 

read more »

Noticias

Implantes dentários poderão ser feitos no SUS com nova técnica

Método nacional da “Ultra-Barra-Serson” beneficia camadas sociais mais carentes.

Pesquisadores brasileiros de implantodontia apresentam o moderno e premiado método da “Ultra-Barra-Serson”, que otimiza o protocolo de carga imediata sem a necessidade de solda. A inovação, reconhecida internacionalmente, barateia cirurgias implantodônticas em até 60%, e já é aplicada em pacientes por todo o Brasil. Indicada para a realização de carga imediata o Ultra-Barra-Serson para implantes dentáriosmétodo UBS é bem simples e tem como objetivo facilitar o acesso às pessoas que perderam dentes, não querem continuar a usar próteses totais (dentadura), mas não podem pagar muito por implantes comuns – estes chegam a custar, em média, R$ 2 mil reais por dente implantado!

O estudo científico que levou à técnica de implante pertence a dentistas especialistas em implantes e professores coordenadores.

“Com técnicas inovadoras como esta, o acesso à implantodontia está chegando a todas as camadas sociais mais carentes. O próximo passo é levar esta proposta para o Governo Federal avaliar a possibilidade de implantação no Sistema Único de Saúde, o SUS“.

BENEFÍCIOS IMEDIATOS


Além de oferecer uma melhor qualidade de vida, com a elevação da autoestima dos pacientes, a técnica brasileira propicia diversos benefícios aos que passam pelo procedimento cirúrgico. Diferentemente de outras técnicas implantodônticas, a técnica de reabilitação é realizada, em média, em 3h, e os pacientes saem com dentes já implantados. A recuperação pós operatória ocorre de forma rápida, com menos dores e sem traumas ou seqüelas, além de apresentar um prognóstico muito mais favorável.

“Ao perder dentes o osso da boca sofre uma reabsorção natural, que gera um murchamento ou atrofia na região da boca. Quando colocamos um implante, o osso mantém-se e evita que a boca murche. Dente ausente, doença presente; implante instalado, osso mantido”. Mas Atenção, não podem ser usados em todos, os casos. A indicação tem que ser verificada com o dentista.

Fonte: Assessoria de Comunicação

Implantes Dentários

Implante dentário: principais perguntas e respostas

Entenda melhor como é que se faz um implante dentário e como ele ajuda a recuperar o sorriso e a autoestima.

Implantes dentários

O sorriso é nosso melhor cartão de visitas em todos os lugares. Por isso, quando falta um dente na boca, não é só nossa saúde ou beleza que está em jogo, mas também todas as nossas emoções.
P
acientes com poucos dentes (ou sem nenhum) se tornam pessoas tímidas. “Eles têm dificuldade para se relacionar com outras pessoas, viver um amor ou mesmo arrumar emprego, já que a falta de dentes é vista como desleixo por quem contrata”, aponta o cirurgião.
Se você sofre com esse problema, tire todas as dúvidas sobre a cirurgia de impante dentário.
8 respostas sobre implante dentário
1. Qualquer um pode ter implante?
Não. Quem fuma em excesso, tem diabetes e não segue as orientações médicas ou está em tratamento de câncer, hepatite ou osteoporose não pode fazer implante dentário.
2. O que acontece se eu continuar sem a prótese?
Os dentes que estão ao lado do espaço vazio começarão a se inclinar para ocupar o lugar do que falta. Quem não tem dente nenhum percebe que a estrutura do queixo vai se aproximando do nariz. A falta de dentes também faz a pessoa comer alimentos mais cremosos e calóricos.
3. O que causa a perda do dente?
Na maioria dos casos, cáries – principalmente em pessoas com menos de 35 anos. Problemas na gengiva causados pela falta de higienização bucal também levam à perda de dentes.
4. O que fazer antes da cirurgia?
Peça recomendações de um especialista em implantes a amigos ou a seu dentista atual. Você precisará fazer exames (tomografia e panorâmica) e tomar antibiótico e anti-inflamatório.
5. Vou sentir dor na operação?
Não. O dentista faz tudo com anestesia e, mesmo assim, com muita delicadeza. O paciente estará liberado para trabalhar em 24 horas.
6. Se perder um dente, devo colocá-lo depois de quanto tempo?
Procure atendimento o mais rápido possível. Durante a consulta, o dentista pode perceber que o paciente não tem estrutura óssea suficiente para a realização do implante, o que é comum em quem perdeu os dentes há muito tempo. Nesse caso, a solução é um enxerto de osso para preencher o que falta.
7. Quanto custa fazer um implante dentário?
Depende do tipo (se é feito na hora ou após algum tempo da queda do dente), da quantidade de dentes e da origem do material usado (nacional ou importado). Por todas essas razões, o preço pode variar entre R$ 800* e R$ 3.500*, mas hoje em dia pode ser parcelado, basta negociar com o dentista. Outra opção são as universidades: algumas realizam implantes em seus consultórios de odontologia e cobram muito mais barato por isso. Leia também outro post sobre preços de implantes dentários
8. Como me protejo de ir parar numa clínica sem qualidade?
Muitas clínicas que oferecem tratamentos por preços baixos merecem atenção redobrada. Elas acabam fazendo o orçamento do implante como um financiamento, com parcelas carregadas de juros! Fique atenta, principalmente se tiver que assinar algum documento.
Entenda como é feita a cirurgia
– Com base nos exames, o cirurgião dentista extrai os dentes problemáticos preservando o que resta do osso.
– Em seguida, ele parafusa uma peça de titânio, que servirá de pino para a colocação do dente.
– O próximo passo é colocar um extensor do pino, onde será fixada a coroa, a parte superior do dente.
– A integração total do pino à arcada dentária leva, em média, seis meses (para os dentes de cima) e quatro meses (para os de baixo).
– Caso seja necessário fazer o enxerto do osso, o paciente precisará esperar alguns meses até que o corpo se acostume com ele antes de colocar o implante definitivo. Esse período é definido pelo próprio dentista.

Fonte: CROSP Implante dentário

Close