Tag Archives: cirurgia guiada

Implantes Dentários Implantes Guiados

Implantes dentários guiados- Sistema NobelGuide

Um sistema chamado NobelGuide™ promete melhorar a vida de muitas pessoas que sofrem com a falta de dentes naturais e o uso da dentadura.

Desenvolvido pela empresa sueca Nobel Biocare, líder mundial na produção e tecnologia de implantes dentários, a

Sistema NobelGuide

novidade começa a ser empregada com sucesso também no Brasil, proporcionando vantagens cirúrgicas e clínicas no tratamento da reabilitação oral.

Dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revelam que 26 milhões de brasileiros não têm mais nenhum dente natural na boca, resultando em um problema muito sério para a população.

A falta de dentes diminui a capacidade de mastigação, compromete a aparência e a auto-estima da pessoa.

O resultado do implante protético beneficia do planeamento sólido baseado em aspectos biológicos, funcionais, biomecânicos e estéticos.

O NobelGuide™ é indicado tanto para paciente sem nenhum dente natural na boca, como aqueles que já sofreram perdas parciais.

O tratamento ainda não é acessível a todos devido a seu alto custo, mas segundo especialistas o investimento vale a pena.

“Trata-se de um avanço, já que o procedimento é totalmente computadorizado e está longe daquela imagem de uma cirurgia convencional. A maioria dos pacientes nem acredita quando termina o tratamento e vê que pode ir para casa com um sorriso novo. O tempo economizado com esse tratamento é realmente interessante”

É aplicável e indicado a qualquer tipo de paciente que escolha o modo convencional ou por computador no auxílio da modelagem 3D design. O NobelGuide ™ mostra a posição exata e a profundidade dos implantes antes da cirurgia. Facilitando o trabalho do cirurgião-dentista.

O NobelGuide™ é um conceito de tratamento completo para todas as indicações, incluindo diagnóstico, planeamento e colocação de implantes dentários. Os profissionais de Odontologia beneficiam da integração digital de um enceramento convencional de diagnóstico do dente e da vista 3D completa da radiografia da anatomia do paciente como base para avaliação e definição das posições dos implantes. O processo de decisão é orientado pelas necessidades protéticas e é baseado na disponibilidade e qualidade do osso.

Em conjunto, as necessidades biomecânicas, funcionais e estéticas do paciente são geridas da melhor forma possível.

O NobelGuide™ possibilita a opção de cirurgia minimamente invasiva segura e previsível, suportando também função imediata e pré-fabrico da prótese.

o conceito NobelGuide™
1.Guia radiológica
Representa a configuração final do dente e constitui a base para o planeamento de orientação protética.
2.Férula cirúrgica
A férula cirúrgica é produzida com base numa guia radiológica e no planeamento.
3.Suporte guia
Montados na férula cirúrgica, os suportes guia possibilitam uma orientação segura para brocas e transporte durante a colocação do implante.
4.Parafuso estabilizador
A férula cirúrgica pronta a utilizar possibilita uma orientação segura para perfuração e colocação do implante.
5.Restaurações

Fonte: Site Nobel Biocare

Implantes Guiados

Implante dentário por nova técnica possibilita a recuperação mais rápida do paciente

Uma técnica recente de implante chega aos consultórios odontológicos. Trata-se da cirurgia guiada virtualmente, mais conhecida como cirurgia sem corte, que é menos invasiva, possibilita uma recuperação mais rápida que

Cirurgia Guiada

a tradicional, além de permitir que o paciente saia do consultório com os implantes e os dentes no mesmo dia.

A diferença entre a cirurgia tradicional e a guiada está no planejamento minucioso que é realizado antes da cirurgia. Imagens de tomografia computadorizada em três dimensões permitem que o cirurgião-dentista planeje os implantes de uma forma virtual, escolhendo a posição e inclinação mais adequada, bem como a quantidade de implantes a serem utilizados, levando em consideração as restrições anatômicas do paciente.

Este implante dental, feito de uma liga de titânio, substitui a raiz do dente ausente e é inserido no osso, que deve ter altura e largura suficiente para tal, sendo este procedimento um dos mais avançados dentro da odontologia contemporânea. “Essa técnica possibilita ao paciente uma recuperação mais rápida, cerca de 50% da convencional, pelo fato de realizar pequenas perfurações na gengiva, somente no local do implante, diferente da comum, onde é necessário um grande corte para a colocação dos implantes”, comenta a mestre e especialista em periodontia, Zulene Alves Ferreira. Com os dados em mãos, o cirurgião analisa a anatomia óssea da boca, e define o local ideal de fixação dos implantes. A partir daí, uma máquina de prototipagem gera um guia cirúrgico de resina, especifico para o paciente, que define o ponto exato da fixação dos implantes.

A grande vantagem é que a intervenção cirúrgica é toda definida e planejada virtualmente com a precisão do computador. “Esse planejamento prévio faz com que o paciente sofra menos, tenha uma cirurgia minimamente invasiva, menor dor e sangramento, proporcionando segurança e tranqüilidade, tanto para o profissional quanto para o paciente. Outra vantagem é que, sabendo antes onde estarão os implantes, a prótese provisória pode ser confeccionada antecipadamente, podendo ser instalada momentos após a cirurgia”, comenta o endodontista Marcelo Leipner de Oliveira.

A técnica é promissora, porém é mais indicada aos pacientes sem perda óssea, pois estes necessitam de um enxerto para compensar essa perda. Os enxertos podem acontecer antes ou na mesma sessão da colocação do implante, o que requer quatro a seis meses de espera, para a colocação dos implantes. A falta de um ou mais dentes vai muito além da dificuldade de mastigação, afeta a saúde e a auto-estima das pessoas, podendo interferir na imagem do paciente. “Qualquer pessoa deseja ter dentes saudáveis sem sofrimento e com apenas algumas consultas e um procedimento pouco invasivo. Por meio da cirurgia guiada por computador, é possível melhorar ainda mais a qualidade estética dos implantes”, finaliza Dra. Zulene

Fonte: Odontosites

Implantes Dentários

Nova técnica faz implante dentário sem cortes

Uma nova tecnologia já disponível no Brasil permite a colocação de um implante dentário sem corte na gengiva. Toda a cirurgia é montada antes no computador, a partir de uma tomografia tridimensional da arcada dentária do paciente e de softwares especialmente desenvolvidos para esse fim. Além de ser menos invasiva, a cirurgia guiada possibilita a fixação do implante e a colocação do novo dente (prótese) no mesmo dia (implante com carga imediata). Mas ela não é indicada para todos os pacientes. Quem tem perda óssea, por exemplo, precisa passar antes por um enxerto de osso. Na cirurgia guiada, o paciente faz uma tomografia computadorizada, e o dentista transfere os dados para o computador. Um software lê os dados e reproduz, em três dimensões, todo o crânio da pessoa fazendo um planejamento virtual do implante. Na tela, o dentista analisa a formação dos ossos da mandíbula e da maxila e escolhe os locais ideais onde serão fixados os implantes. O procedimento tem um custo adicional de R$ 200 a R$ 800 ao valor pago pelo implante –cada dente custa de R$ 900 a R$ 1.500. “O planejamento prévio diminui as chances de erro e evita que o cirurgião corte toda a extensão da gengiva para examinar o osso e escolher os locais para a perfuração e a colocação do implante”, diz o cirurgião-dentista Rodolfo Candia Alba Júnior, diretor da Associação Brasileira da Indústria Médico-Odontológica. O fato de a cirurgia não envolver cortes também deixa o paciente menos exposto a infecções e não há necessidade do uso de antibióticos –indicados nas cirurgias convencionais. Outra vantagem do procedimento, segundo o cirurgião-dentista Luiz Antonio Mazzucchelli Cosmo, é que, sabendo previamente onde estarão os implantes, a prótese pode ser feitas antes e instalada no mesmo dia. Para a dentista Nerli Juliano, a técnica é promissora mas tem indicação só para pacientes sem perda óssea. “Se tem osso, já é possível fazer hoje uma cirurgia minimamente invasiva”.

Fonte: Folha de S.Paulo

Close