Nanotecnologia reduz tempo de cicatrização de implantes dentários

Há mais de 40 anos a Implantodontia vêm conquistando a passos largos seu espaço dentro da Odontologia. A cada dia, mais e mais pacientes se rendem à mais inevitável e honesta verdade quanto aos implantes. Sim, eles funcionam e sua instalação é mais simples do que aparenta ser.

O avanço das pesquisas científicas, procurando minimizar as chances de perda dos implantes e de redução do tempo de tratamento trouxe a resposta que todos esperavam: através da nanotecnologia e de novos tratamentos de superfície dos implantes, chegaram os implantes de cicatrização rápida ou bioreativos.

Esses implantes proporcionam aos pacientes maior segurança na fase de cicatrização óssea e acima de tudo uma redução no tempo de tratamento, pois estes implantes obtêm a cicatrização óssea definitiva chamada de osseointegração em apenas 21 dias ao invés dos 120 a 180 dias necessários para a cicatrização de implantes convencionais.

Os implantes de cicatrização óssea acelerada diferenciam-se dos implantes dentários convencionais basicamente pelo tratamento surperficial recebido no processo de fabricação. A eles são incorporados elementos como o cálcio e o fósforo, tornando a superfície do implante ativa no processo de cicatrização óssea aumentando o percentual de contato osso/implante e a densidade óssea local após a cicatrização.

Esses sistemas associados às porcelanas de última geração, proporcionam um resultado estético de excelência nas reabilitações orais.

Fonte: A crítica de Campo Grande


Sobre o Autor:  A equipe do site Só Implante dentário é formada por profissionais de Odontologia e nosso intuito é trazer o que há de mais moderno e atual em uma linguagem fácil de ser entendida por você paciente. Não possuímos e nem indicamos nenhum profissional em qualquer Estado do Brasil. Nosso intuito é difundir a informação. Leia mais textos do Autor






Tags: ,

Deixe seu Comentário

Close