Tomografia computadorizada para implantes dentários

Uma pergunta comum alguns colegas costumam fazer a nós radiologistas é se a radiografia panorâmica seria suficiente para auxiliar o implantodontista no planejamento de uma cirurgia de implante dentário.

Em nossa experiência embasada na  rotina de mais de 10 anos de realização de laudos em diversos tipos de exames radiográficos, inclusive panorâmicas, insistimos em afirmar que não.

Alguns colegas solicitam a radiografia panorâmica com traçado e acreditam que podem realizar medidas que vão lhe dar noção aproximada da altura do rebordo alveolar remanescente lhes dando embasamento para planejar a cirurgia de implantes. Infelizmente temos alguns centros de radiologia que divulgam a falsa idéia de que a radiografia panorâmica tem fator de ampliação de “X ou Y %” , o que é uma informação no minimo equivocada.

A radiografia panorâmica, pelo seu próprio princípio, é um exame dinâmico. A imagem final depende de diversos fatores, que vão desde a distorção preconizada pelo fabricante (o tal X ou Y %) até posicionamento do paciente (as vezes errado), inclinação de dentes e rebordos alveolares etc etc.. Logo é praticamente impossivel se realizar um panorâmica e dela se conseguir tirar medidas que sejam seguras para a realização de uma cirurgia de implante dentário. Tente solicitar panorâmicas do mesmo paciente em momentos distintos ao mesmo serviço de radiologia e entenderá o que estou dizendo.

Atualmente os métodos de auxilio ao dignóstico por imagem ganharam um importante aliado, o tomógrafo Cone Beam ou feixe cônico como também é coanhecido. A dose de radiação é bem menor do que as apresentadas nas tomografias espirais, que são mais utilizadas na área hospitalar. O tempo de aquisição da imagem varia de 20 a 70 segundos dependendo da complexidade da área que precisa ser avaliada.

Além do conforto e comodidade ao paciente a  Tomografia Cone Beam ofereçe a possibilidade de uma visãoReconstrução 3D realizada com Tomografia Cone Beam

tridimensional ou volumétrica da região a ser implantada para o dentista. As imagens podem ser enviadas ao profissional em formato digital  (cds, DVDs e até mesmo internet) e ele  pode, através de softwares especificos, até mesmo fazer uma pré-cirurgia virtual, diminuindo desta forma as possibilidades de erros.

Prototipagem de MandíbulaExistem ainda softwares que oferecem ao próprio dentista a possibilidade de visualizar o exame do paciente em todas as 3 dimensões, podendo inclusive fazer medidas e gerar imagens 3d.

As tomografias computadorizadas possibilitam também a construção de modelos fieis de qualquer região que necessite de um estudo mais detalhado através de prototipagem, método que utiliza as informações adquiridas pelo tomografo para criar modelos em 3D que podem ser confeccionados em gesso ou resina acrilica.

Tomografia Cone Beam

Icat Vision – Software de manipulação de imagem

O custo da tomografia cone beam vem caindo com a chegada de novos equipamentos proporcionando a possibilidade de mais pacientes terem acesso a essa nova tecnologia.

Além de implantes a tomografia cone beam tem auxiliado no diagnóstico das mais diversas anomalias e patologias bucais sendo no momento o exame que mais tem se destacado em nossa rotina de auxilio ao diagnóstico.

Sugiro então que se você for realizar um implante converse com seu dentista e saiba os benefícios que essa nova tecnologia pode lhe proporcionar, evitando dores de cabeça futuras.

Sobre o Autor:

Marcos Rocha é Dentista e Radiologista na cidade de São Paulo.


Sobre o Autor:  A equipe do site Só Implante dentário é formada por profissionais de Odontologia e nosso intuito é trazer o que há de mais moderno e atual em uma linguagem fácil de ser entendida por você paciente. Não possuímos e nem indicamos nenhum profissional em qualquer Estado do Brasil. Nosso intuito é difundir a informação. Leia mais textos do Autor






Tags: , , , , ,

Temos 13 Respostas para "Tomografia computadorizada para implantes dentários"

Deixe seu Comentário

Close